Batata Sem Umbigo

2 de dezembro de 2009

Encontro Ancestral


Sobre a vida e a morte
meus pensamentos divagam
até o momento sem precedentes
do encontro com a barata
parada no meio da rua
Ela fitou-me rasteira
com suas antenas beliscando
as pontas de meus dedos dos pés
Fiquei exitante pensando
se mataria ou deixaria escapar
a pobre diaba que eu estava quase por me afeiçoar
Não que fosse um gesto solidário
deixar viver um ser tão inferior,
mas pra que matar assim sem pudor
alguém que não escolheu cruzar meu caminho
e queria apenas se alimentar do lixo
que deixei jogado na rua?
No fim, sem muita reflexão,
sem muito pensar e nenhum cuidado,
acabei pisando na barata
Pra garantir meu eu superior;
pra continuar um caminho tortuoso;
pensando no sabor nem sempre glorioso
da vida
e na obscuridade daquilo que parece mesmo ser o fim,
a morte

Nenhum comentário:

Postar um comentário